Buscar
  • Andréa Benthien

Detalhes que transformam: como pequenas mudanças podem ampliar espaços

Morar em grandes centros urbanos pode ser um verdadeiro desafio. Com o espaço reduzido para novas construções e projetos arquitetônicos, apartamentos com metragens menores têm se tornado protagonistas e surgem como solução para quem deseja morar bem. Mas viver em espaços reduzidos não significa morar apertado não, viu?

Algumas intervenções podem ser muito eficazes no que diz respeito a aumentar a sensação de amplitude de um espaço. A arquiteta Andréa Benthien separou algumas dicas para quem deseja dar um up em casa, conheça algumas delas:


Derrubar paredes

Integrar espaços traz maior fluidez às áreas e diminui a sensação de aperto que várias paredes podem causar. Por esse motivo, retirá-las é a uma das primeiras opções que surgem quando se fala nesse assunto! É muito comum que sejam retiradas as paredes que separam a sala da cozinha, mas as possibilidades são inúmeras e incluem varandas, áreas de convivência e em alguns casos até quartos – nos lofts, por exemplo.




Aposte nas cores certas

Junto com os móveis, a cor é um dos principais elementos para criar uma unidade em casa. Utilizar tons neutros como base é uma excelente alternativa para ampliar espaços. Mas isso não quer dizer que é preciso ter um ambiente monocromático e sem nenhuma personalidade. Uma ótima saída para trazer mais vida a esses cômodos é apostar em pontos de cor: almofadas, quadros, vasos e tapete.



Boa iluminação Para Andréa, o projeto luminotécnico também é fundamental para valorizar os espaços, deixando os ambientes muito mais charmosos e confortáveis. Fitas de LED como pontos de iluminação indireta para momentos mais informais e a utilização de pendentes em pontos específicos podem valorizar (e muito) a composição de um espaço.


Acredito que os menores espaços são os mais desafiadores para a nossa profissão. Neles você tem que pensar em cada detalhe e aproveitar o máximo cada canto projetado do espaço. É aí que entra a nossa capacidade de extrair o máximo da criatividade, aliando funcionalidade à estética”, pontua a profissional.

0 visualização