Buscar
  • Andréa Benthien

Saúde mental e a importância de ambientes bem planejados



O primeiro mês do ano, assim como outros meses, possui uma cor para apoiar a conscientização a favor da saúde. O Janeiro Branco foi criado em 2014 por um grupo de psicólogos com o objetivo de sensibilizar a população sobre a importância da saúde mental. Mas o que a arquitetura tem a ver com isso? A resposta é: tudo!


A conscientização se faz imprescindível, uma vez que os cuidados com a saúde mental ainda são alvo de preconceito. Atualmente, principalmente durante o momento em que estamos vivendo, os cuidados com a mente passaram a ser tratados com mais seriedade, mas ainda é necessário se falar mais sobre o assunto.


Mas como a arquitetura pode ajudar?


O conceito de arquitetura saudável pode parecer algo novo, mas já vem sendo estudado há anos por arquitetos e médicos. Se tornando uma preocupação recorrente em projetos atuais e consistindo em alinhar conceitos de tratamento de temperatura, umidade, luz, mobiliário e tudo que pode influenciar diretamente no bem-estar de quem usufrui do espaço.


Residência Renaiscence

A intenção desses novos projetos é integrar, cada vez mais, a saúde dos usuários com o estilo, a funcionalidade e o design do ambiente. Desse modo, nós, que aplicamos essa estratégia, devemos focar em projetar locais agradáveis, que facilitem a convivência diária.


Estes conceitos podem ser aplicados em toda a casa. Como demonstramos nestes três exemplos:


Quarto

Millennium Pallace

No quarto, a opção por uma paleta neutra é o mais indicado. O lado positivo de trabalhar com cores leves está na possibilidade de gerar uma base limpa para adicionar diferentes tonalidades, estampas e texturas.


Deixe a iluminação natural entrar. Você pode fazer isso trocando o tecido das cortinas por um material mais leve. Plantas também trazem bem-estar, deixando o ambiente mais vivo e renovando o ar.


Sala de estar

Residência Golden Hill

As salas costumam ser o local de encontro para a família, com bastante circulação de pessoas. Por isso, ambientes abertos e arejados deixam tudo mais confortável. Algo que ajuda neste quesito, sem necessidade de reforma, é se livrar de itens desnecessários, liberando espaço em casa e clareando a mente.


Área zen


A prática da meditação vem se tornando cada dia mais comum entre os brasileiros. Segundo estudo da Fiocruz, somente em 2020 mais da metade da população brasileira (61,7%) recorreu à meditação, fitoterapia, reiki, aromaterapia, homeopatia e outras Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICs).

Residência Bom Retiro

Para a realização desta atividade, o ideal é que você tenha um lugar dedicado a isso. Desta forma, os espaços zen se tornam perfeitos para relaxar e cuidar de você, harmonizando o corpo e a mente. Nele, você pode ter um respiro em meio ao estresse do dia a dia. E tudo isso sem sair de casa!


Opte por um local com bastante vegetação e com uma paleta de cores clara. Aromatizantes também são bem-vindos. Sacadas são uma ótima opção, já que podem unir a vegetação ao ar puro.


Que tal repensarmos na sua casa em 2022? Entre em contato conosco!


15 visualizações0 comentário