Buscar
  • Andréa Benthien

Outubro Rosa: ame-se, previna-se e vamos juntas criar uma corrente de autocuidado

Atualizado: 2 de dez. de 2021



Hoje, aqui no blog, queremos dar uma pausa em nossa conversa sobre arquitetura, construção e design de interiores para falar sobre um tema muito importante: o Outubro Rosa.


Neste mês, todos os tons tendência da estação e do ano dão lugar a uma só cor, o rosa. Isso porque é no mês de outubro que a conscientização sobre a prevenção do câncer de mama se intensifica e é preciso parar, olhar para si mesma, para as mulheres próximas a você e se perguntar, estamos fazendo tudo o que podemos para preservar a nossa saúde?


A última pesquisa realizada pela Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC) mostrou que a doença ocupa a quinta colocação entre os cânceres que mais matam no mundo, com 685 mil mortes estimadas para este ano. Além de ocupar a terceira colocação dentre os com mais incidência, atrás apenas do câncer de pulmão e o de colorretal.


No Brasil, a situação também é preocupante, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), com uma taxa de mortalidade de 14,23 óbitos para cada 100 mil mulheres.

Os dados podem assustar, mas é importante frisar que os números que dizem respeito a redução de risco devido ao diagnóstico precoce são muito melhores. Ainda segundo o INCA, é possível reduzir em até 28% o risco de desenvolvimento de câncer através da adoção de alguns hábitos:


- Prática de atividade física;

- Alimentação saudável;

- Não fumar;

- Controle do peso corporal;

- Não ingerir bebidas alcóolicas;

- Evitar o uso de hormônios sintéticos em altas doses;

- E realizar o autoexame.


Com a aplicação do último item desta lista, se torna mais fácil o diagnóstico precoce, o que aumenta, e muito, as chances de cura, chegando a 95% de efetivação. Por isso, a importância deste movimento. Quanto mais nos cuidarmos, mais chances temos de preservar nossas vidas e vencer esta doença.



Através de alguns simples toques no autoexame é possível identificar anomalias na mama. Notado alguma suspeita, é imprescindível a procura de um médico imediatamente.


Além disso, a mamografia deve ser realizada periodicamente, de preferência anualmente, para mulheres acima de 40 anos e assintomáticas. Somente com esta medida, já é possível reduzir em cerca de 20% a mortalidade entre mulheres de 50 a 69 anos.


Conhecer o seu corpo significa prevenir-se. Realizar o autoexame é um gesto cuidado consigo mesmo. E o autocuidado constante, com hábitos saudáveis e exames periódicos completam este gesto de amor com a sua vida.

Ame-se, cuide-se, previna-se. Um pedido sincero, de mulher para mulher. Juntas podemos preservar vidas.

Referências

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Estimativa 2020: incidência do Câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2019. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//... Acesso em: 12 maio 2021.


INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Atlas da mortalidade. Rio de Janeiro: INCA, 2021. base de dados. Disponível em: https://www.inca.gov.br/app/mortalidadeAcesso em: 18 jan 2021.


INTERNATIONAL AGENCY FOR RESEARCH ON CANCER. Cancer today. Lyon: WHO, 2020. Disponível em: https://gco.iarc.fr/today/home Acesso em: 03 maio 2021.


7 visualizações0 comentário